Palatinose 1kg

NewNutritionRef: NEW131
Clique e veja!
Sabor:
R$ 127,30 no boleto ou pix (5%)
R$ 134,00
até 2x de R$ 67,00 sem juros

Parcelamento no cartão de crédito

    Calcule a entrega:

    Uma alimentação saudável é baseada no consumo equilibrado de macronutrientes (proteínas, gorduras e carboidratos) e micronutrientes (vitaminas e minerais), considerando aspectos qualitativos e quantitativos. Na alimentação, a recomendação do consumo diário de carboidratos é individual, devendo-se considerar o estado de saúde (patologias) e o nível de atividade física.

    Os carboidratos são compostos químicos formados por átomos de carbono (C), oxigênio (O) e hidrogênio (H). A combinação do carbono com a molécula de água (H2O) origina o nome carbo (carbono) + hidrato (água), ou seja, carboidrato.

    Existem 4 classificações deste macronutriente: monossacarídeos, dissacarídeos, oligossacarídeos e polissacarídeos. Os monossacarídeos possuem de três a sete átomos de carbono (glicose ou dextrose, frutose, ribose e galactose). Os dissacarídeos são combinações de dois monossacarídeos (lactose, sacarose e maltose).

    Os oligossacarídeos contam com 3 a 10 unidades de monossacarídeos (maltodextrina, fruto-oligossacarídeos). Por fim, os polissacarídeos incluem mais de 10 monossacarídeos (amido, glicogênio, celulose). Ao longo do processo de digestão, ocorre a hidrólise (quebra) destes carboidratos até a sua menor forma de monossacarídeos, sendo assim, absorvidos no intestino delgado.

    Os carboidratos fornecem 4kcal/g de valor energético quando quebrados e absorvidos pelo nosso organismo.

    Os carboidratos se diferem pela palatabilidade (dulçor), características físico-químicas e digestão. A escolha de uso dos carboidratos deve ser realizada de acordo com os objetivos individuais, na qual a mais utilizada é pelo seu índice glicêmico, ou seja, a capacidade de elevação da glicemia após o consumo.

    Já está bem estabelecido na literatura que os alimentos de alto índice glicêmico provocam uma resposta glicêmica rápida, os de moderado promovem uma resposta glicêmica média e os de baixo ocasionam resposta glicêmica lenta e constante.

    A seleção do carboidrato e adequação é individual, visando equilibrar os níveis de glicose no sangue para evitar a produção excessiva de insulina (hormônio associado à supressão da oxidação de gordura).

    No esporte, o papel do carboidrato é essencial como recurso ergogênico na forma de substrato energético, pois são armazenados nas formas de glicogênio muscular e hepático. O glicogênio muscular é aproveitado pelos músculos e o hepático mantém a glicemia, abastecendo as demandas energéticas do cérebro, do sistema nervoso e de outros tecidos.

    Conforme os níveis de glicogênio diminuem, a capacidade de manutenção da intensidade do exercício também reduz. Portanto, consumir as quantidades ajustadas de carboidratos antes, durante e após os treinamentos auxilia na manutenção e reposição do glicogênio muscular e hepático, principalmente em exercícios prolongados (tempo maior que 60 minutos), de intensidade moderada a alta.

    Dentre os carboidratos, a Palatinose™ (isomaltulose) é um dissacarídeo obtido a partir do açúcar da beterraba, no qual a ligação entre a glicose e a frutose é rearranjada, tornando-se mais estável em comparação à sacarose.

    Como sua quebra e absorção é lenta, fornece energia de forma prolongada, gradual e constante. Seu Índice Glicêmico é 32, um dos mais baixos entre os alimentos energéticos. Estudos já apontaram que priorizar a ingestão de alimentos de baixo índice glicêmico, antes dos exercícios de resistência, pode melhorar a oxidação de gordura.

    Além disso, é um carboidrato não cariogênico, com uma doçura leve e natural. A literatura já sugeriu resultados positivos no consumo da Palatinose™ no pré-treino, destacando a manutenção da glicose sanguínea durante os exercícios de resistência de 90 minutos.

    Nas atividades de endurance, o carboidrato de baixo índice glicêmico, consumido antes do treino, é essencial para postergar ou evitar a fadiga, aumentando a performance. Nesta modalidade esportiva, a escolha dos alimentos no pré-treino deve priorizar baixos teores de gordura e fibras com o objetivo de facilitar o esvaziamento gástrico e reduzir as chances de desconforto gastrointestinal.

    Logo, a utilização de carboidratos via suplementação pode ser uma estratégia a ser adotada. Vale ressaltar que, a composição da dieta e o tempo ideal da ingestão dos nutrientes vai depender da extensão do exercício, intensidade e do período de recuperação para o próximo treino.

    O que é e para que serve a Palatinose™ NewNutrition?

    A Palatinose™ NewNutrition é um carboidrato obtido do açúcar da beterraba, por meio de um rearranjo das moléculas da frutose e glicose, promovendo maior estabilidade das suas ligações e deixando sua digestão mais lenta e gradual. Possui baixo índice glicêmico, portanto não causa elevações bruscas na insulina após o seu consumo. Além disso é agradável para ser consumido, não dando aquela sensação de “peso”.

    Por ser absorvida mais lentamente, beneficia atividades com maior tempo de duração.

    A Palatinose™ também está disponível no pote de 300g.

    Qual é a diferença entre Dextrose, Maltodextrina, Palatinose™ e Waxy Maze?

    Basicamente, o que difere estes carboidratos é a origem e o índice glicêmico. Consequentemente, também há diferença na velocidade de absorção e liberação de energia. A Dextrose (milho) e a Maltodextrina (milho, mandioca, batata) possuem alto índice glicêmico, isso indica que a velocidade de absorção e liberação é mais rápida. A Palatinose™ (açúcar da beterraba) e Waxy Maize (amido de milho ceroso) possuem baixo índice glicêmico, ou seja, a velocidade de absorção é mais baixa, com fornecimento de energia mais gradual. A escolha do carboidrato vai depender da dieta e do tipo de atividade física, bem como a duração e intensidade do exercício.

    Os 4 Principais Benefícios da Palatinose™ da NewNutrition:

    1. Os carboidratos auxiliam na recuperação da função muscular normal após exercícios extenuantes;
    2. Auxilia a manutenção do equilíbrio de fluidos e eletrólitos e no desempenho de exercícios físicos de resistência;
    3. Praticidade.
    4. Experiência de consumo agradável.

    Como tomar a Palatinose™ da NewNutrition? Qual o melhor horário para consumir a Palatinose™ NewNutrition?

    Recomendação de uso: Adicione uma porção de 15g (1 e 1/2 colheres de sopa) de Palatinose™ NewNutrition em 200ml de água ou em uma bebida de sua preferência.

    A Palatinose™ NewNutrition pode ser consumida antes e/ou durante o treino. Também pode ser consumida em qualquer horário do dia para aqueles que necessitam de carboidratos com baixo índice glicêmico. Busque sempre a orientação de um nutricionista para avaliação e acompanhamento nutricional.

    ESTE PRODUTO DESTINA-SE A INDIVÍDUOS ACIMA DE 19 ANOS. "ESTE PRODUTO NÃO É UM MEDICAMENTO. NÃO EXCEDER A RECOMENDAÇÃO DIÁRIA DE CONSUMO INDICADA NA EMBALAGEM. MANTENHA FORA DO ALCANCE DE CRIANÇAS."


    Referências:

    Baker LB, Rollo I, Stein KW, Jeukendrup AE. Acute Effects of Carbohydrate Supplementation on Intermittent Sports Performance. Nutrients. 2015; 7(7):5733-63. DOI: 10.3390/nu7075249.

    BENEO. Palatinose. Disponível em: https://www.beneo.com/ingredients/human-nutrition/functional-carbohydrates/palatinose.

    Fontan JS, Amadio MB. O uso do carboidrato antes da atividade física como recurso ergogênico: revisão sistemática. Revista Brasileira de Medicina do Esporte. 2015; 21 (2): 153-157. DOI: 10.1590/1517-86922015210201933.

    Kerksick CM, Arent S, Schoenfeld BJ, Stout JR, Campbell B, Wilborn CD, Taylor L, Kalman D, Smith-Ryan AE, Kreider RB, Willoughby D, Arciero PJ, VanDusseldorp TA, Ormsbee MJ, Wildman R, Greenwood M, Ziegenfuss TN, Aragon AA, Antonio J. International society of sports nutrition position stand: nutrient timing. J Int Soc Sports Nutr. 2017; 14:33. DOI: 10.1186/s12970-017-0189-4.

    König D, Theis S, Kozianowski G, Berg A. Postprandial substrate use in overweight subjects with the metabolic syndrome after isomaltulose (Palatinose™) ingestion. Nutrition. 2012; 28(6):651-6. DOI: 10.1016/j.nut.2011.09.019.

    König D, Zdzieblik D, Holz A, Theis S, Gollhofer A. Substrate Utilization and Cycling Performance Following Palatinose™ Ingestion: A Randomized, Double-Blind, Controlled Trial. Nutrients. 2016 23; 8(7):390. doi: 10.3390/nu8070390.

    Navarro F. A suplementação de carboidratos e a fadiga em praticantes de atividades de endurance. RBNE-Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. 2010; 4(24).

    Silva ADBB, Almeida IVB, Costa IMM, Carvalho JC, Costa MIRM, Cardoso TCF. Avaliação do consumo alimentar de praticantes de musculação segundo índice glicêmico dos alimentos: uma revisão bibliográfica. Brazilian Journal of Health Review. 2021; 4(4): 18116-18132.

    Silva AL, Mirand GDF, Fiamoncini RL. A influência dos carboidratos antes, durante e após-treinos de alta intensidade. Revista Brasileira de Nutrição Esportiva. 2008; 2(10): 5.

    Vitale K, Getzin A. Nutrition and Supplement Update for the Endurance Athlete: Review and Recommendations. Nutrients. 2019;11(6):1289. DOI: 10.3390/nu11061289.

    Gostou? Confira mais opções de Suplementos Alimentares.

    dúvidas? pergunte aqui:

    Palatinose 1kg

    Palatinose 1kg

    Ref: palatinose01

    R$ 127,30 à vista no boleto

    2x de R$ 67,00 sem juros
    R$ 134,00
    • :(Ops!Seu carrinho está vazio