Visualizar em:

Ordernar por:

Cúrcuma

 Entenda como obter as propriedades medicinais da Cúrcuma. 

O que é Cúrcuma?

A Cúrcuma é um rizoma, uma erva medicinal (também conhecida pelo nome científico Curcuma longa), um antigo tempero indiano e corante alimentar, uma raíz que faz parte da família do gengibre. A especiaria que tem sido muito utilizada por suas propriedades permitirem diversas vias de administração, como a inalação, oral e tópica.

É totalmente diferente do Açafrão, pois este é de um estigma de uma flor, um produto muito nobre. Para conseguirmos um quilograma de Açafrão, é necessário em torno de 200 mil flores e tudo isso em trabalho manual, já a cúrcuma é muito mais fácil adquirir um volume maior, por ser uma raiz. 

O alimento em questão possui sabor picante e amargo. Seus caules são radiculares, chamados de rizomas, possuindo compostos vegetais que são responsáveis pela cor amarelo ou alaranjado. Esses compostos são chamados de curcuminóides, que incluem principalmente a curcumina, bisdemetoxicurmina e a desmetoxicurcumina.

 

Qual Cúrcuma devo comprar?

Normalmente a Cúrcuma é comercializada fresca, se parecendo com a raiz do gengibre, porém com uma cor mais intensa. Encontra-se também, em frascos de especiarias após passar por um processamento de secagem e moagem.

Fique atento a Cúrcuma que você vai comprar, a Cúrcuma a granel não nos permite saber a padronização do produto. A palavra de ordem quando vamos escolher uma Cúrcuma é: Padronização. 

A Cúrcuma longa que é a mais encontrada no mercado, é padronizada em curcuminoides, porque estes são os princípios ativos que desempenham todas as funções que a Cúrcuma pode oferecer. A melhor Cúcurma é aquela que irá apresentar maior quantidade de curcuminoides. 

Atualmente, você consegue encontrar a Cúrcuma com 95% de curcuminoides, ou seja, muito pura, diferente de quando se faz um extrato bruto. Se você comprar uma raíz e processar, você terá um extrato rico em fibra, a quantidade de curcuminoide será muito baixa, assim como a maioria das cúrcumas encontradas a granel, que possuem uma quantidade insignificante de curcuminoides, em torno de 5%, assim entende-se que vale a pena consumir cúrcuma padronizada em pelo menos 95%..

No mercado magistral, você consegue encontrar a Cúrcuma para fazer fórmulas específicas, além da utilizada na culinária para temperar as refeições. Ambas as formas você encontrará na padronização citada, mas procure marcas que tem a mesma preocupação de qualidade e padronização, do contrário você estará consumindo fibras. 

 

Por que consumir Cúrcuma

 Você deve utilizar a Cúrcuma, principalmente pela super atividade anti-inflamatória dos curcuminóides presentes na raíz. Existem muitos genes como NF-kB, PPARγ, TCFs-2 e IL-6 que aumentam a produção citocinas inflamatórias e estas são muito controladas quando você usa Cúrcuma ao longo do dia. 

 A Curcumina é considerada o curcuminoide mais ativo do alimento, um dos principais componentes com ação anti-inflamatória, oferecendo benefícios para o tratamento de doenças crônicas não transmissíveis, além de ter efeito antibacteriano, antifúngico e antioxidante.

 

O Cloreto de Magnésio contém propriedades anti-inflamatórias, conheça agora!

 

Diabetes tipo 2

  O Diabetes Mellitus é uma doença metabólica crônica e progressiva que apresenta diversas complicações e a curcumina tem sido utilizada em seu tratamento por apresentar redução da glicemia e hiperlipidemia. Em estudos com animais, possuindo diabetes induzida, a administração de 30 a 80mg/kg de curcumina, apresentou redução significativa  da glicemia, efeito anti-hiperglicêmico e melhora a sensibilidade à insulina, além da melhora dos níveis aumentados de glicose no sangue em jejum, na quantidade de açúcar e volume da urina. 

 A Curcumina é usada na medicina tradicional chinesa e em estudos têm mostrado que a curcumina tem efeitos benéficos no tratamento desta patologia, através da ação na redução de marcadores inflamatórios, como o IL-6 (interleucina) e TNF (fator de necrose tumoral). Outro mecanismo de ação, seria a ativação da proteína carbonil, do fator nuclear Kappa B (NF- kB), a peroxidação lipídica, além das atividades das enzimas lisossômicas. 

 A curcumina presente, apresentou a capacidade de elevar o nível de insulina no plasma e de aumentar a atividade da lipoproteína lipase, além disso, está envolvida na ativação de enzimas no fígado que estão relacionadas aos processos metabólicos dos lipídeos e da glicose.

 Um outro importante ponto encontrado nos estudos, foi a ativação do fator nuclear 2, relacionado ao eritróide-2 (Nrf2), considerado um regulador mestre da resposta antioxidante do organismo, contribuindo para a manutenção da homeostase e saúde celular. Esse fator também está relacionado a manutenção da glicemia, regulação do metabolismo dos lipídeos e a resposta anti inflamatória. 

 

Função cerebral

 Atualmente estudos comprovam a capacidade de certas áreas do cérebro, em multiplicar aumentando seu número. Existem alguns fatores que são responsáveis por esse processo, um deles é o fator neurotrófico derivado do cérebro (BDNF), um tipo de hormônio do crescimento que atua no cérebro.

 Os distúrbios cerebrais, como Alzheimer e depressão, estão sendo associados aos níveis reduzidos do BDNF.  Mas aonde que a Cúrcuma entra nesse tratamento? Alguns estudos tem mostrado que a curcumina pode aumentar os níveis cerebrais de BDNF, sendo eficaz para atrasar ou reverter doenças cerebrais. 

 

Conheça a Coenzima Q10 que pode auxiliar na função cerebral.

 

Doenças Cardíacas

 A principal causa de morte do mundo também pode ser revertida. A curcumina pode ajudar a reverter diversas etapas da doença cardíaca. O principal benefício dela sobre a doença, é relacionado ao revestimento dos vasos sanguíneos, o endotélio. A disfunção endotelial é uma das principais causas das doenças cardíacas, envolvendo a incapacidade de regular a pressão e coagulação sanguínea. 

 Em estudos recentes, a curcumina tem mostrado melhora na função do endotélio, resultando na melhora significativa das doenças, funcionando tão bem quanto a Atorvastatina. Por sua função anti inflamatória e antioxidante, essa substância já age diretamente na melhora das doenças cardiovasculares.  

 

Prevenção do Câncer

 O Câncer é um distúrbio hiperproliferativo, onde seu tratamento é realizado por agentes quimioterapêuticos tóxicos para as células tumorais e células normais, podendo desencadear importantes efeitos colaterais. Normalmente o custo desses agentes é alto e não tão acessíveis para a maioria da população. 

 A curcumina, é um componente seguro, acessível e eficaz no tratamento, ela tem o poder de modular as células tumorais através de inúmeras vias de sinalização, sem haver prejuízos em células normais, como a supressora de tumor (p53, p2), a via de proliferação celular (ciclina D1, c-myc) e a via da proteína quinase (JNK, Akt e AMPK). 

 A curcumina se insere de forma profunda na membrana celular, ancorada pela ligação de hidrogênio ao grupo fosfato de lipídeos, assim induzindo uma curvatura negativa na bicamada, tendo um efeito direto na apoptose, por aumentar a permeabilidade de proteína apoptótica tBid. 

 Há a supressão de várias vias de sinalização, inibindo a proliferação celular, metástase, invasão e angiogênese. Evidências acumuladas sugerem que a forma de indução a morte celular através da curcumina, é mediada pela ativação das vias de morte celular e também através da inibição das vias de crescimento e proliferação.

 

Alzheimer 

 Essa é uma patologia sem tratamento, mas a Cúcuma vem para auxiliar na prevenção, impedir que ela ocorra é de extrema importância. A curcumina presente na raíz, atravessa a a barreira hematoencefálica. 

 O efeito antiinflamatório e antioxidante desempenha importante papel pela patologia em questão ter grande associação com a inflamação e oxidação. O Alzheimer possui as placas amilóides, um emaranhado de proteínas e a curcumina mostrou eficácia para limpar essas placas.

 

Artrite 

 Essa patologia, trata-se de um comum distúrbio caracterizado por inflamação das articulações, situação que a curcumina consegue atuar muito bem, como você viu anteriormente. Estudos têm mostrados que a Curcumina é muito eficaz no tratamento dos sintomas de artrite e em alguns casos acaba sendo mais eficaz que os medicamentos anti-inflamatórios.

 

Conheça o Colágeno Tipo 2, um excelente suplemento para articulação.

 

Como devo utilizar?

 Você pode utilizar a Cúrcuma em diversos horários do seu dia, inserindo estratégias inflamatórias.

  • Você pode consumi-la Uma colher de chá, em seu café da manhã, em seu shot diário.
  • Na preparação dos alimentos, a inserção da Cúrcuma pode ser como tempero na preparação de suas refeições, como em peixe, frango, carne vermelhas e ovos ou em saladas. Experimente adicionar 2 colheres de sopa rasas de cúrcuma na preparação de seu arroz.
  • Manipulação, uma ótima opção de cápsulas de Cúrcuma, para serem utilizadas durante o seu dia, junto das refeições principais, como almoço ou jantar. 

 

 Lembre-se de buscar Cúrcuma padronizadas em 95%, para poder aproveitar os benefícios dessa Curcumina presente no composto, melhorando os quadros inflamatórios, modulando os genes envolvidos com doenças inflamatórias, melhorando e aumentando da expressão de enzimas antioxidantes, além de outros benefícios para a saúde, lhe proporcionando bem estar e saúde.

 É a curcumina, o principal composto ativo da Cúrcuma, o potente estimulador de um fator transcricional, o Nrf2 (nuclear factor erythroid 2-related factor 2) responsável pela expressão de enzimas antioxidantes, combatendo os radicais livres, quem não controla as expressões, tem envelhecimento precoce.

 

Gostou? Veja mais opções de Manipulados no site da NewNutrition.

  • :(Ops!Seu carrinho está vazio